Domingo, 24 de Agosto de 2008

Jornalistas no pódio das lamentações

Mais uma não-notícia sobre os Jogos Olímpicos na comunicação social.

 

A edição de domingo do Jornal de Notícias publica esta pérola da informação, da autoria de João Queiroz: "Portugueses no pódio das lamentações". O autor entreteve-se a registar as frases de uma dezena de atletas, em resposta às típicas, insipientes e inúteis perguntas que os repórteres já nos habituaram, antes e depois das provas e a concluir que "Ao bom estilo português, de fazer morrer a culpa solteira e sem filhos, muitos dos atletas [...] mostraram mais arte nas palavras do que propriamente talento na sua arte."

 

A culpa, meu caro João Queiroz, é da cobertura jornalística que insiste em procurar culpados no meio de atletas (os melhores do mundo) durante uma competição desportiva. A culpa é da criação de expectativas irreais por parte de jornalistas que, até há bem pouco tempo nunca tinham ouvido falar, nem se preocupado em dar a conhecer as modalidades desportivas que os nossos atletas representaram nos Jogos Olímpicos. No desporto não existe culpa, existem esforço, vitórias e derrotas.

 

As perguntas saloias destinadas apenas a prolongar um pouco mais uma entrevista conduzida por jornalistas que não as preparam nem são especializados em desporto são, infelizmente, habituais. O caso flagrante da entrevista a Nelson Évora por José Alberto Carvalho é um bom exemplo.  Como escreveu Jorge Mourinha,  “deixa lá o rapaz ir dormir, bolas!”

 

As não-notícias também são casos frequentes (cada vez mais?). Ainda nos Jogos Olímpicos e a propósito da medalha de ouro, a RTP transmitiu uma espécie de notícia sobre a notícia que tinha sido a entrevista a Nelson Évora: a azáfama do atleta em competir, receber a medalha, responder a todos os jornalistas e dar a entrevista à RTP. Uma meta-notícia que ocupou tempo que poderia ter sido utilizado de forma bem mais produtiva.

 

Enfim, João Queiroz, qual é a sua desculpa para ter preenchido três páginas de um jornal de domingo com baboseiras?

O que achou do artigo de João Queiroz: "Portugueses no pódio das lamentações"
( polls)
sinto-me:
publicado por atirador às 15:17
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Sá Peres a 5 de Setembro de 2008 às 01:18
O texto que eu li no JN, e com o qual me deleitei a ler, foi muito bem pensado, muito bem escrito. Só é pena as pessoas não reconhecerem os erros, senhor atirador. São, de facto, desculpas lamentáveis.
Provavelmente, o senhor deve ter-se sentido atingido com prosa tão deliciosa...
De Duarte Mora a 5 de Setembro de 2008 às 01:21
O senhor atirador é que devia estar no pódio dos comentários estúpidos àquele tão delicioso artigo.
De atirador a 6 de Setembro de 2008 às 01:21
Pois, em relação ao sabor da prosa nada digo. Não a provei... O conteúdo da "notícia" é que é uma m#*da. Mas se o(s) senhor(es) gostaram... bom apetite!

Comentar post

.analytics

.RSS

Subscribe in a reader

.adsense

.pesquisar

 

.mais sobre mim

.posts recentes

. What we've got here is a ...

. Qual era mesmo a notícia?

. PR,DN,CM,LOIC,PJ

. Puta que os pariu

. Um bocado confuso, não?

. Leva, para onde?

. Internet não é World Wide...

. Nós por cá... o Citibank ...

. Cientista desmente custos...

. T-fixo da CGD

. Citibank Portugal: Fim

. OqueéoPIN?

. Parajornalista

. Jornalistas no pódio das ...

. Citibank Portugal 3

. Citibank listagem de recl...

. Citibank Portugal 2

. Escrita das notícias "onl...

. Citibank Portugal

. Gustavo, Gustav ou "Gusta...

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
29

.arquivos

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags